Subempregos no Canadá (entry level job): veja como garantir uma vaga

Saiba quais as oportunidades mais comuns no país e como consegui-las

Ao mesmo tempo em que os subempregos no Canadá chamam a atenção dos brasileiros que decidem morar no país, ainda há muitas dúvidas e até preconceitos envolvendo o tema, especialmente pelo uso do termo “subemprego”.

Subempregos no Canadá para brasileiros

Existem diversas opções de subemprego no Canadá. Para as mulheres, a maioria das vagas ofertadas são para serviços de camareiras, faxineiras e garçonete. (Foto: Divulgação).

De forma simplificada, é costume no Brasil chamar de subemprego um emprego básico, que não exige qualificações muito específicas do profissional contratado e que, geralmente, está ligado ao setor de serviços.

Porém, além de se livrar de preconceitos, é preciso entender que países diferentes possuem culturas e costume diferentes. Por isso, é importante ressaltar que o termo “subemprego” não é usado no Canadá. Lá, a expressão que é utilizada para designar esse tipo de emprego é “entry level job”, algo como “empregos de nível inicial”, o que já torna a ideia da expressão bem diferente do que entendemos por aqui.

Também devemos relembrar que todo e qualquer trabalho é digno, não importando a área de atuação ou o tipo de atividade exercida. Não há nada de inferior ou “sub” em trabalhar em posições como faxineira, porteiro, segurança, atendimento em lojas, bares e restaurantes, garçom e garçonete, entre tantas outras oportunidades.

Por que os subempregos no Canadá são uma boa opção para os brasileiros?

As vagas em subempregos no Canadá, assim como em outros países, são uma boa alternativa para os brasileiros (ou demais imigrantes) que pretendem trabalhar no país, mas que não têm qualificações específicas ou não desejam colocá-las em prática enquanto trabalham no estrangeiro.

Sim, é comum encontrar pessoas que possuem graduação no Brasil, por exemplo, passando por uma experiência com um subemprego no Canadá, especialmente pela dificuldade na validação do diploma de graduação brasileira no país.

Além disso, essas vagas também são a preferência de muitos imigrantes que ainda não têm uma boa fluência no idioma. Alguns desses trabalhos não exigem conversações longas ou muito frequentes, por isso acabam se tornando alternativas para quem está se acostumando a falar e entender em inglês ou francês, e ajudam até mesmo a aumentar o repertório vocabulário de cada um. (Lembre-se que o Canadá tem as línguas inglesa e francesa como oficiais. A maior utilização de uma ou outra pode variar de acordo com cada província do país).

Outro atrativo dos subempregos no Canadá para os brasileiros é o salário, que permite ter uma boa qualidade de vida no país e, em muitos casos, até guardar uma graninha. Muitos brasileiros optam por esses trabalhos de forma temporária, a fim de juntarem dinheiro por um determinado período de tempo e voltarem ao Brasil ou procurarem empregos em outras áreas no próprio Canadá.

A maioria desses empregos oferecem salários que pagam um valor por hora de trabalho. Assim, o salário final do mês dependerá da quantidade de horas trabalhadas durante o período. O valor de cada hora pode variar de acordo com cada província do país, mas a média é de 10 a 14 Dólares Canadenses por hora de trabalho.

Como as vagas podem variar entre práticas denominadas “part-time” (meio período) ou “full-time” (período completo), dependendo da quantidade de horas trabalhadas, os subempregos oferecem uma certa flexibilidade de horários, o que pode ser vantajoso para o imigrante que deseja estudar, por exemplo. Não à toa, esses são os empregos mais procurados por intercambistas que passarão alguns meses ou até anos no Canadá.

Diversas opções de vagas em subempregos do Canadá também oferecem a chance de receber gorjetas, que são muito comuns no país e acabam ajudando a aumentar o salário final de forma significativa, já que a porcentagem deixada pelos clientes costuma ser maior que os 10% praticados aqui no Brasil, variando entre 15% e 20% do valor da conta.

É importante dizer que os subempregos também permitem que os imigrantes trabalhem de forma legal no país, o que é essencial para permitir a permanência no Canadá sem problemas com a imigração. Para isso, o imigrante precisa ter o visto de trabalho e todas as documentações exigidas pela imigração.

Justamente por serem “famosos” entre os imigrantes, outra vantagem dos subempregos no Canadá é que eles permitem viver experiências culturais muito ricas, principalmente ao conviver com pessoas de outros países como colegas de trabalho.

Quais as vagas “entry level job” mais comuns no Canadá?

Como já dissemos, as vagas de subemprego no Canadá costumam estar ligadas ao setor de serviços, por isso, é comum encontrá-las em estabelecimentos comerciais, prédios privados, etc.

Entre as vagas mais comuns estão:

  • Babá
  • Garçom;
  • Cozinheiro;
  • Lavador de pratos;
  • Atendente;
  • Camareira;
  • Vendedor;
  • Serviços Gerais;
  • Segurança;
  • Porteiro;
  • Atendente em redes de fast food;
  • Pintor;
  • Servente de pedreiro.

É importante lembrar que algumas vagas exigirão um pouco mais de conhecimento do idioma que outras, como no caso do telemarketing. Ainda assim, mesmo as vagas um tanto mais exigentes são boas oportunidades para quem não se sente fluente em inglês ou francês, principalmente por permitir a conversação.

Outro detalhe é que as leis trabalhistas do país são as mesmas para nativos e imigrantes. Isso garante que os empregadores tenham os mesmos tratamentos e as mesmas responsabilidades com todos os seus funcionários, sendo eles nascidos no Canadá ou não.

Em caso de qualquer abuso, seja ele físico ou psicológico, o empregador deve ser denunciado. De forma alguma um subemprego no Canadá (ou em qualquer outro país) deve ser uma experiência que envolva constrangimento ou exploração.

Como encontrar vaga no Canadá?

Toronto concentra boas vagas de entry level job. (Foto: Divulgação)

A busca por uma vaga de emprego é semelhante em todos os lugares. Este é um exercício que demanda pesquisa, dedicação e tempo livre. Além disso, o elemento paciência é fundamental, afinal, as vagas podem surgir de um dia para o outro, ou demorar alguns meses.

É importante também ter muita persistência, pois nem sempre se candidatar a um emprego e fazer uma entrevista é sinônimo de contratação. Não desistir é a chave do sucesso!

Para procurar vagas de subemprego no Canadá, o primeiro passo é preparar o currículo e deixá-lo de acordo com as expectativas do trabalho que você deseja conseguir. E o que isso significa exatamente? Bem, isso significa que é preciso ser coerente e direto ao montar seu currículo.

Muitas pessoas optam por um subemprego como forma de trabalho temporário. E os empregadores sabem disso. Porém, para quem contrata, nem sempre isso é vantajoso. Pense na questão: por quê você contrataria alguém que pretende ficar apenas dois meses no seu estabelecimento?

Com isso, encher o seu currículo com experiências e qualificações que não serão exigidas pra aquela função, ou que são muito destoantes da vaga oferecida, pode fazer com que o empregador o descarte por ser “muito qualificado”, imaginando que ao encontrar um emprego “mais de acordo com as suas qualificações”, você o deixará.

Para evitar que isso aconteça, seja sempre sincero e conciso em suas colocações no currículo, e mostre que está à procura de uma oportunidade não só para ganhar um salário, mas também para aprender mais sobre a cultura do país, conhecer pessoas, ganhar uma nova experiência, entre outros pontos que podem ser explorados por você para deixar seu currículo interessante e chamativo a qualquer empregador.

Com o currículo em dia, é o momento de começar a busca por vagas efetivamente. Essa procura pode se feita através de sites especializados em empregos, como Linkedin, ou ainda em sites especialmente voltados para vagas de trabalho no Canadá, como o Monster e o Craiglist.

Como o país é muito grande, uma dica é procurar sites que apontam vagas em regiões específicas e selecionar a que você deseja morar.

Outra opção é procurar em jornais e anúncios locais. Distribuir o currículo em setores de hotelaria, lazer e serviços também é uma boa alternativa, além de usar a internet para

O famoso boca-a-boca também é indispensável para quem deseja encontrar um emprego. Mesmo que você ainda não tenha muitas relações no país, converse com quem você conhece, peça indicações de lugares ou pessoas que podem estar contratando. Na maioria das vezes, o network funciona muito bem.

Converse também com alguém que já teve a mesma experiência que você deseja ter. Nada como um bom papo com quem viveu tudo isso e trabalhou com um subemprego no país para inspirar ainda mais a sua empreitada.

Comente